Governo apresenta sua proposta de reforma tributária e os últimos destaques

Segunda-feira, 28 de junho de 2021

RESUMO DOS MERCADOS

BrCotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)127.255,61-1,74%-0,90%0,82%6,92%
DI Jan 2025 (bps)8,16%2-1626251
Dólar PTAX (R$)4,9206-0,14%-2,20%-5,96%-5,31%
S&P 500 (pts)4280,700,33% 2,74% 1,82%13,97%

BRASIL EM FOCO

DESTAQUES

O Ibovespa encerrou o pregão em baixa após divulgação da proposta de Reforma Tributária pelo Ministério da Economia. O texto causou mal-estar no mercado por contemplar o fim da isenção de tributação sobre dividendos, recolhimento sobre rendimentos de FII e de fundos exclusivos, que vão passar a pagar a mesma alíquota que os demais fundos. 

REFORMA TRIBUTÁRIA

O governo apresentou sua proposta para a segunda fase da Reforma Tributária na sexta-feira (25). Uma série de modificações foram incluídas, entre as mais controversas estão: o fim da isenção de impostos sobre dividendos, que se aprovado o texto, passarão a ser tributados em 20%; os rendimentos dos fundos imobiliários, antes isentos, agora passariam a ser taxados em 15%; e também os fundos exclusivos, que contavam com benefício tributário, passarão a ter a mesma tributação dos demais. Aspectos positivos seriam o aumento da faixa de isenção sobre IRPF, para R$ 2.500, a unificação das alíquotas para fundos de investimentos em 15%, a redução/simplificação do imposto para pessoas jurídicas e o fim do recolhimento de come-cotas em maio. (JOTA)

IPCA-15

O IBGE divulgou os resultados para o IPCA-15 de junho, com alta de 0,83% no mês, valor em linha com as expectativas do mercado. Os núcleos do índice subiram 0,62%, o que aponta a continuada pressão de subida de preços nos itens menos voláteis, como os bens industriais (alta de 1,05%). Outro item que não subiu tão intensamente, mas surpreendeu os economistas, foi a inflação dos serviços, que subiu 0,28%. Com a retomada da economia, essa linha deve continuar impactando a inflação. (IBGE /  Valor)

CPI DA COVID

Após o depoimento do deputado Luis Miranda (DEM-DF), o vice-presidente da CPI da Covid, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou que apresentará hoje uma notícia-crime contra o presidente Bolsonaro à PGR pelo crime de prevaricação . O senador afirmou que Bolsonaro deveria ter tomado providências diante do conhecimento do suposto esquema de corrupção para a compra da Covaxin. Diante desses desenvolvimentos, o relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), disse que há justificativa para estender os trabalhos da Comissão para a investigação de corrupção. (Estadão)

INVESTIGAÇÃO CANSINO

Além das investigações sobre a Covaxin, a CPI investigará negociações para a compra da vacina chinesa CanSino, com pagamento previsto de US$17 por unidade e total de US$5 bilhões, valor mais alto já negociado para uma vacina. O governo assinou a carta de intenção junto à empresa intermediária Belcher Farmacêutica com esse preço em junho. Acontece que a companhia é alvo de uma investigação conduzida pela Polícia Federal que apura desvios de verbas na compra de testes para detecção de Covid-19 pelo governo do Distrito Federal. ( Valor)

VACINAÇÃO

Novos lotes de vacinas Pfizer e Janssen chegaram ao Brasil no final de semana. São 936 mil doses da Pfizer, referentes a um contrato do Ministério da Saúde de 100 milhões de doses até setembro e e 942 mil imunizantes da Janssen, completando o total de 3 milhões doados pelos EUA. A prefeitura do Rio de Janeiro voltou a acelerar o calendário de vacinação para a cidade a partir de hoje. Até o final da semana, homens e mulheres de até 43 anos poderão se vacinar. (Valor)

CORONAVÍRUS NO BRASIL

Nas últimas 24h, foram registrados 33,7 mil novos casos e 739 mortes. Desde o início da pandemia, os casos confirmados de Covid-19 estão em 18,4 milhões, com 513,5 mil óbitos.Foram aplicadas no Brasil 95,8 milhões de doses de vacina, sendo que 25,2 milhões de pessoas já receberam as duas doses do imunizante. ( Ministério da Saúde / G1)

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL

DESTAQUES

Os índices acionários americanos fecharam mistos, com o Dow Jones e S&P500 subindo 0,69% e 0,33% respectivamente, enquanto o Nasdaq caiu 0,06%. A divulgação dos dados do PCE, principal indicador de inflação acompanhado pelo FED, e da confiança do consumidor americano levaram o S&P500 para novos recordes.

PCE

O PCE subiu 0,4% no mês de maio, resultando em alta de 3,9% no acumulado anual, e com os núcleos em alta de 3,5% considerando 12 meses. Apesar de elevados, esses números vieram abaixo da expectativa dos mercados e isso contribuiu para acalmar os anseios sobre a celeridade da retirada dos estímulos monetários pelo FED. A forte demanda, unida aos problemas nas cadeias de produção globais, contribuem para esses resultados. Diretores do Banco Central americano continuam com a visão de que tais níveis de inflação são transitórios e que essas pressões devem se dissipar em breve. ( WSJ / Bloomberg)

CONFIANÇA E GASTOS DO CONSUMIDOR

Os gastos das famílias se estabilizaram no mês de maio. Os gastos com bens continuam em patamares bem acima daqueles pré-covid, 20% de alta comparado com fevereiro de 2020. Já os desembolsos com serviços caem 1% no mesmo período. Há indícios que ainda há espaço para crescimento, como o fato dos gastos com entretenimento, compra de passagens aéreas e restaurantes terem aumentado no mês. Os americanos mais ricos, principal força motriz dessa dinâmica, são aqueles que mais aumentaram seu consumo de restaurantes, por exemplo, que subiu 16% a mais que em abril. ( WSJ)

INFRAESTRUTURA

Senadores republicanos falaram que o presidente Biden garantiu que não haverá conexão do plano de infraestrutura atual com outros planos de gastos e impostos maiores, e isso permitirá que as negociações avancem. Ao agradar os republicanos, diversos democratas mais progressistas se frustraram, pois esperavam pelo avanço de planos de aumentar impostos para gastos com educação e saúde vinculados à aprovação do plano de infraestrutura. (Bloomberg)

CORONAVÍRUS NO MUNDO

Nos EUA, os casos de Covid-19 já somam 33,6 milhões e as mortes ultrapassam 604 mil. No mundo são mais de 181 milhões de infectados, e os óbitos estão na marca de 3,92 milhões. (Johns Hopkins)

HOJE

Na Ásia, as bolsas fecharam sem direção definida. Na Europa, os índices operam em queda. Os futuros das bolsas de Nova York apontam para uma abertura entre ganhos e perdas. O barril Brent recua, sendo cotado a US$ 76,03. O ouro spot é negociado a US$ 1.777,24 a onça. O yield dos treasuries  de 10 anos está em 1,51%. A agenda do dia está mais fraca, com o mercado acompanhando as falas de membros do FOMC e a divulgação do Caged no Brasil.

Deixe uma resposta