Balança comercial registra superávit em junho e os últimos destaques

Sexta-feira, 02 de julho de 2021

RESUMO DOS MERCADOS

BrCotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)125.666,19-0,90%-1,25%-0,90%5,59%
DI Jan 2025 (bps)8,17%11111241
Dólar PTAX (R$)5,00550,07%1,73%0,07%-3,68%
S&P 500 (pts)4319,940,52%0,92% 0,52%15,01%

BRASIL EM FOCO

DESTAQUES

O Ibovespa encerrou o pregão em queda, impactado pela piora dos riscos políticos. O nosso mercado se descolou dos internacionais, refletindo o dia tumultuado na CPI do Covid. Isso aconteceu apesar dos bons resultados econômicos divulgados, como o de emprego, balança comercial e confiança empresarial.

EMPREGO CAGED

Em maio, foram registradas 280.666 novos postos de trabalho com carteira assinada, número muito acima do esperado, de 150 mil. Houve abertura de vagas nos cinco setores da economia, com destaque para Serviços (110.956 postos), Agricultura (42.526), Indústria Geral (44.146), Construção (22.611) e Comércio (60.480). O saldo acumulado do ano está positivo em 1.233.372 postos de trabalho, resultado de 7.971.258 contratações e 6.737.886 demissões. (MEValor)

BALANÇA COMERCIAL

A balança comercial registrou um superávit de US$ 10,3 bilhões em junho, aumento de 59,5% em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com divulgação da Secex. O valor é o maior da série histórica, iniciada em 1997, para qualquer mês. As exportações totalizaram US$ 28,1 bilhões no mês passado, também recorde absoluto. Já as importações alcançaram US$17,7 bilhões. No acumulado de 2021, a balança comercial brasileira registra um saldo positivo de US$ 37,4 bilhões, aumento de 68,2% sobre o mesmo período de 2020. ( Valor)

CONFIANÇA EMPRESARIAL

O Índice de Confiança Empresarial, do FGV/IBRE, atingiu 98,8 pontos em junho, após subir 4,3 pontos no mês. Esse é o maior nível desde dezembro de 2013. A alta da confiança empresarial reflete a continuidade da fase de retomada da economia. A indústria é o setor que mais contribui para essa elevada expectativa, mas os empresários do setor de serviços também têm ficado cada vez mais confiantes. (IBREValor)

PIX

O presidente do BC, Roberto Campos Neto, afirmou ontem que a quantidade de transferências via PIX já superou as transferências feitas via TED, DOC, cheques e boletos somadas. Somente na quarta-feira (30), foram realizadas quase 28 milhões de transferências via PIX. Até agora, 46% da população adulta, 73 milhões de brasileiros, já usaram o PIX em algum momento. (Valor)

CPI DA COVID

Ontem, o policial militar Luiz Paulo Dominguetti que denunciou o pedido de propina do ex-diretor de logística do Ministério da Saúde Roberto Dias, depôs na CPI e gerou uma confusão ainda maior . Dominguetti apresentou um áudio para tentar incriminar o deputado Luis Miranda, que delatou as irregularidades no caso da Covaxin. Esse áudio, contudo, foi aparentemente editado, tirado de contexto e se trataria da compra de luvas no ano anterior, e não de vacinas. O PM teve o celular periciado pela Polícia Legislativa e quase recebeu voz de prisão. Outro ponto estranho é que o Dominghetti até novembro 2020 trabalhava na guarita do governo de MG, disse que esse emprego de vendedor era para “complementar renda” e não tinha vínculo formal com a empresa americana Davati Medical Supply. Apesar de até então nunca ter vendido uma dose de imunizante, ele conseguiu acesso ao número 2 do Ministério da Saúde, com uma oferta de 400 milhões de doses da AstraZeneca, que por sinal já afirmou que não negocia com empresas privadas. (Estadão/ValorValorOGlobo/Folha/FolhaFolha)

CORONAVÍRUS NO BRASIL

Nas últimas 24h, foram registrados 65,1 mil novos casos e 2.029 mortes. Desde o início da pandemia, os casos confirmados de Covid-19 estão em 18,6 milhões, com 520 mil óbitos.Foram aplicadas no Brasil 100,4 milhões de doses de vacina, sendo que 25,9 milhões de pessoas já receberam as duas doses do imunizante. ( Ministério da Saúde / G1)

OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL

DESTAQUES

Os índices acionários americanos fecharam positivos, com o Dow Jones, o S&P500 e o Nasdaq subindo 0,38%, 0,52% e 0,13% respectivamente. Notícias positivas como a do número de novos pedidos de seguro-desemprego gerou otimismo entre os investidores. Os números de payroll, que serão divulgados hoje, são amplamente aguardados pelo mercado.

IMPOSTO GLOBAL

Os EUA conseguiram apoio de mais de 130 países para implementar um imposto global mínimo sobre multinacionais, incluindo países do G20 como China e Índia que antes estavam reticentes. Os governos buscarão aprovar leis que taxem essas companhias no mínimo em 15%, diminuindo incentivos para que haja manobras para evitar pagar impostos nos domicílios onde elas operam. (WSJ)

PEDIDOS DE SEGURO-DESEMPREGO

Os pedidos iniciais de seguro-desemprego nos EUA foram de 364 mil na semana passada, número menor que o anterior, de 415 mil. Esse registro é o mais baixo desde que começou a pandemia, e aproximadamente 50% menores comparando com a primeira semana de abril deste ano. Considerando a semana passada, há 3,47 milhões de pedidos em andamento. (BloombergWSJ)

100 ANOS DO PCC

O presidente chinês, Xi Jinping, realizou um longo discurso comemorativo pelos 100 anos do Partido Comunista Chinês, destacando o passado, o presente e planos futuros para o país. Abordando a questão das relações externas, Xi afirmou que a China não possui “genes agressivos ou hegemônicos”, mas que “jamais permitirá que quaisquer outros países estrangeiros nos oprimam”. As polêmicas sobre a história do PCC continuam vivas, com seus apoiadores e críticos travando debates acalorados. (SCMP /SCMP/WSJ)

CORONAVÍRUS NO MUNDO

Nos EUA, os casos de Covid-19 já somam 33,6 milhões e as mortes ultrapassam 605 mil. No mundo são mais de 182,5 milhões de infectados, e os óbitos estão na marca de 3,95 milhões. (Johns Hopkins)

HOJE

Na Ásia, as principais bolsas fecharam sem direção definida, com os índices japoneses subindo e o CSI 300 da China recuando 2,84%. Na Europa, os índices operam, majoritariamente no campo positivo. Os futuros das bolsas de Nova York apontam para uma abertura em alta. O barril Brent é cotado a US$ 75,70. O ouro spot sobe e é negociado a US$ 1.786,30 a onça. O yield dos treasuries de 10 anos está em 1,44%. Na agenda de hoje, o mercado aguarda a divulgação do payroll  e taxa de desemprego nos EUA e os dados de produção industrial no Brasil.

Deixe uma resposta