Reforma do imposto de renda gera polêmicas e os últimos destaques

Sexta-feira, 20 de agosto de 2021

NESTA MANHÃ

  • Os principais índices das bolsas da Ásia encerraram no vermelho. O Hang Seng de Hong Kong recuou 1,84% e o CSI 300 da China ficou 1,91% negativo.
  • Na Europa, os índices também registram quedas.
  • Os futuros de Wall Street sinalizam para mais um dia de baixo apetite ao risco. 
  • O preço barril de petróleo cai 0,77% e os contratos de Brent são negociados a US$ 65,94. 
  • A cotação do ouro avança levemente a US$ 1.784,10 a onça.
  • A busca por ativos considerados portos seguros levou o yield dos treasuries de 10 anos para 1,23%.
  • O Bitcoin é negociado acima de US$ 47 mil. 

AGENDA DO DIA:

  • 11h00 – Brasil: Ministro da Economia, Paulo Guedes, e secretário da Receita Federal, José Barroso Tostes Neto, participam de audiência do Senado sobre a reforma tributária
  • 14h50 – Brasil:  Índice de Evolução de Emprego do CAGED
  • 16h00 – Brasil: Secretário do Tesouro, Bruno Funchal, participa de live sobre a PEC dos Precatórios

RESUMO DO FECHAMENTO ANTERIOR

BrCotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)117.164,700,45%-3,33% -3,80%-1,56%
DI Jan 2025 (bps)9,69%-313099404
Dólar PTAX (R$)5,4182,18% 3,25% 5,79%4,26%
S&P 500 (pts)4.405,800,13%-1,40% 0,24%17,30%

BRASIL

O Ibovespa, que chegou a perder o patamar de 115.000, recuperou a perdas e fechou no positivo. . O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, voltou a declarar o compromisso da autoridade monetária com a meta de inflação e com a política fiscal. Os juros dos contratos de DI recuaram, mas os de vencimentos mais longos continuaram acima de 10%. No câmbio, a busca por dólares continuou firme. 

INTERNACIONAL

Em um dia de alta volatilidade, na véspera de vencimento de opções, os índices fecharam mistos. O Dow Jones registrou leve queda de 0,19%, enquanto S&P500 e Nasdaq leve alta de 0,13% e 0,11%, respectivamente. No início da sessão, a queda refletia a possibilidade do Fed iniciar a retirada de estímulos monetários ainda este ano, o coronavírus e os transtornos na cadeia de suprimentos global. As commodities desabaram. O minério de ferro caiu 13%. O dólar seguiu se fortalecendo. O índice de volatilidade (VIX) caminha para registrar a maior alta semanal desde janeiro.

COVID-19

Nas últimas 24h foram notificadas 979 mortes por Covid-19 e registrados 36,3 mil novos casos da doença Até o momento, 56,8% da população já recebeu a primeira dosee 53,4 milhões de pessoas, ou 25,2%, foram totalmente imunizadas. No mundo são mais 4,8 bilhões de vacinas aplicadas(Ministério da Saúde / G1 / Johns Hopkins)

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO BRASIL

CONTA DE LUZ

O Ministério de Minas e Energia (MME) admitiu que busca soluções para amenizar os reajustes nas contas de luz em 2022. A nota foi publicada após o superintendente de Gestão Tarifária da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), David Antunes Lima, indicar que as tarifas de energia podem subir em média 16,68% no próximo ano, principalmente por conta da crise hídrica que o país enfrenta. O aumento no custo para gerar energia, a alta do dólar e o fato de alguns contratos de distribuidoras serem reajustados pelo e IGP-M pressionam as tarifas para o próximo ano. ( O Globo)

POLÍTICA MONETÁRIA

Para o presidente do Banco Central “Há muito ruído na parte do funcionamento institucional do Brasil, a briga entre Poderes”. Para Campos Neto, as turbulências têm feito com que as perspectivas em relação à situação econômica do país do mercado sejam consideravelmente diferentes das análises técnicas do Banco Central. Ainda acrescentou que serão feitos todos os esforços para manter a inflação dentro das metas. “Se tem algo que impacta o crescimento sustentável em médio e longo prazo é inflação, que age de modo perverso em muitos aspectos”, disse ao ser perguntado sobre os possíveis impactos das taxas de juros nos índices de emprego e crescimento econômico. (Agência Brasil)

REFORMA DO IR

Diante do imbróglio em torno da reforma do Imposto de Renda, cresceu nos últimos dias a incerteza no governo sobre a possibilidade de o projeto ir adiante e integrantes do Executivo chegaram a mencionar a chance de a proposta ser retirada de tramitação. Essa hipótese, porém, irritou o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), segundo integrantes do Palácio do Planalto, e a ala política do governo —que agora se esforça para encontrar consenso em torno de uma nova proposta. As várias mudanças reacenderam incômodos no Ministério da Economia com o projeto. Para uma ala da equipe econômica, o texto está ficando com penduricalhos e puxadinhos que afetam as contas públicas e desfiguram até o espírito original proposto pela Receita.  A ideia de reduzir  alíquota dos dividendos e a postura dos estados e municípios irritaram o ministro Paulo Guedes a ponto de ele chegar a dizer que era melhor não ter reforma.  (Folha)

PIS/COFINS DO DIESEL

O presidente Jair Bolsonaro, em transmissão ao vivo nas redes sociais, disse que o governo estuda zerar os impostos PIS/Confins que incidem sobre o diesel. A medida dependerá de cortes em subsídios: “Estamos trabalhando nesse sentido, temos que reduzir 10% dos subsídios no corrente ano e, quando há redução, há margem para você chegar a outro local”. (Poder 360)

TENSÃO INSTITUCIONAL

Em reação às recentes decisões do Supremo e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para investigar a conduta de Bolsonaro, o governo, por meio de AGU, entrou com uma ação no STF em que pede que seja anulado o artigo do regimento interno da corte que permite a instauração de inquérito de ofício, ou seja, sem pedido do Ministério Público. O pedido argumenta que “somente o Ministério Público detém a prerrogativa de demandar a decretação das medidas eminentemente investigatórias que demandam autorização judicial”. ( Valor)

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO MUNDO 

VARIANTE DELTA

O número de contágio nos EUA está muito elevado, as mortes por Covid-19 nos hospitais voltaram a níveis não vistos desde fevereiro e a expectativa é que continue aumentando. As unidades de terapia intensiva nos estados da Flórida, Mississippi, Georgia e Texas estão operando com 90% da capacidade. No Alabama não há leitos disponíveis. Na Austrália, as autoridades estenderam o lockdown em Sidnei por mais um mês, de final de agosto para final de setembro, para conter o surto da variante delta. ( Bloomberg / Reuters)

SEGURO-DESEMPREGO NOS EUA

Os pedidos iniciais do benefício da semana passada ficaram abaixo das projeções do mercado e do número revisado da semana anterior, segundo dados do Departamento de Trabalho. Foram solicitados 348 mil auxílios, contra os 377 mil da semana passada. O número de solicitações contínuas de 2,820 milhões de benefícios ficou abaixo do da semana passada, mas acima do previsto de 2,8 milhões, nível mais baixo desde março de 2020. (WSJ)

AFEGANISTÃO

Waheedullah Hashimi, um dos principais comandantes do Talibã, afirmou que as leis no país devem ser semelhantes às que existiam da outra vez que o grupo extremista esteve no poder. Ainda declarou que não há possibilidade de o país adotar a democracia como sistema para escolher os líderesNesta quinta-feira, Dia da Independência do Afeganistão, o grupo reagiu com violência aos primeiros sinais de resistência à sua tomada de poder. O governo dos EUA enviou 6 mil militares para garantir a segurança no aeroporto de Cabul e retirar os 30 mil americanos e civis afegãos que trabalharam para Washington e temem por suas vidas. (G1 / Reuters

REPRESSÃO REGULATÓRIA

A China aprovou uma lei de privacidade que vai desestimular a coleta ampla de dados de usuários por empresas de tecnologia, mas que de acordo com analistas, dificilmente limitará o uso de vigilância pelo Estado. O principal órgão legislativo do país, o Comitê Permanente do Congresso do Povo, aprovou a Lei de Proteção de Informações Pessoais em um encontro em Pequim nesta sexta, de acordo com a agência estatal de notícias Xinhua. (WSJ)

Deixe uma resposta