a tensão para o 7 de Setembro e os destaques da semana

Panorama Semanal de 23 a 27/8* 

DESTAQUES

Atentados a bomba no Afeganistão são o destaque do noticiário da semana. Na esfera nacional, o que repercute é a tensão política acerca dos eventos programados para o Sete de Setembro. Outros assuntos de relevo são as expectativas quanto à retirada de estímulos econômicos pelos EUA, além da questão dos precatórios, crise energética e pressão inflacionária no Brasil. 

CABUL

Os atentados nas cercanias do aeroporto de Cabul já mataram 13 americanos, 95 afegãos e deixaram mais de 100 feridos. Além da destruição e mortes, o crime gera tensão na geopolítica mundial. O presidente dos EUA, Joe Biden, afirmou que vai caçar os terroristas. Os atentados foram reivindicados por um braço do Estado Islâmico, inimigo do Talibã. 

7 DE SETEMBRO

No Brasil, causam apreensão as manifestações marcadas para o Sete de Setembro, que opõem governadores a governo federal. Um dos estopins foi a convocação de PMs para participar de atos a favor do goveno Bolsonaro. 

IMPEACHMENT DO STF

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, rejeitou o pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes, do STF, feito pelo presidente Jair Bolsonaro.

AUGUSTO ARAS 

E o procurador-geral da República, Augusto Aras, foi reconduzido ao cargo.

PACOTE EUA

Na economia, a semana também foi movimentada.  Nesta sexta-feira, Jerome Powell, presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), vai falar no evento de Jackson Hole, e as expectativas giram em torno de como ocorrerão as retiradas de estímulos econômicos. 

PIB EUA

O dado do PIB americano veio um pouco abaixo do estimado. Pela projeção do Departamento de Comércio, o país cresceu à taxa anualizada de 6,6% no 2º trimestre. 

PRECATÓRIOS

No Brasil, a equipe econômica tenta negociar no STF uma solução para a questão dos precatórios, o que liberaria bilhões em recursos orçamentários.

CRISE HÍDRICA 

E intensifica-se a preocupação com a crise hídrica. Durante um evento, o ministro da Economia, Paulo Guedes, falou sobre o encarecimento do custo energético devido à seca: “Se ano passado que era um caos, nos organizamos e atravessamos, por que vamos ter medo agora? Qual é o problema agora que a energia vai ficar um pouco mais cara porque chove menos?”, disse. 

IPCA-15

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo -15 (IPCA-15) registrou alta de 0,89% em agosto, de acordo com o IBGE. É a maior taxa para agosto desde 2002.

MERCADO DE TRABALHO 

Em julho, de acordo com dados do Caged, houve a abertura de 316,5 mil vagas de trabalho com carteira assinada no país. 

CPI DA COVID

Na CPI da Covid-19, o presidente da Belcher Farmacêutica, Emanuel Catori, admitiu ter se reunido com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a partir de contato feito pelo líder do governo da Câmara, Ricardo Barros. A empresa é suspeita de tentar intermediar a negociação de vacinas chinesas.

VACINAÇÃO

Quanto ao andamento da imunização no país, uma das novidades são as doses de reforço a partir de setembro.

BOLSA 

No pregão desta quinta-feira, o Ibovespa teve queda de 1,73% e fechou em 118.723 pontos. O dólar avançou 0,87%, cotado a R$ 5,257. 

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal.*Dados atualizados até as 9h30 do dia 27/8.

Deixe uma resposta