Texto da base da reforma Do IR é aprovado na câmera e os últimos destaques

Quinta-feira, 02 de setembro de 2021

NESTA MANHÃ

  • Os índices das principais bolsas asiáticas fecharam em alta.
  • Na Europa, os índices operam de lado. O Euro Stoxx 50 está no zero a zero. As ações do setor de energia e saúde estão entre os maiores ganhos.
  • Os futuros dos índices de Wall Street apontam para uma abertura levemente positiva. Os agentes aguardam os dados do Payroll que sai amanhã e poderão influenciar nas medidas de aperto monetário pelo Fed.
  • Os contratos de Brent avançam, no momento estão negociados a US$ 72,03.
  • O ouro sobe 0,02% e é cotado a US$ 1.814,21 a onça.
  • yield dos treasuries de 10 anos está em 1,29%.
  • O Bitcoin é negociado acima dos US$ 49.000 

AGENDA DO DIA

  • 9h00 – Brasil: Produção industrial de julho
  • 22h45 – China: PMI Caixin Composto, de serviços e Industrial de agosto
  • Câmara: previsão de votação em plenário do Código Eleitoral
  • Câmara: expectativa de votação dos destaques do PL da Reforma do IR

RESUMO DO FECHAMENTO ANTERIOR

BrCotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)119.395,600,52%-1,06% 0,52%0,32%
DI Jan 2025 (bps)9,63%102310398
Dólar PTAX (R$)5,15760,28%-1,20% 0,28%-0,75%
S&P 500 (pts)15.309,380,33%1,19% 0,33%18,79%

BRASIL

No primeiro pregão do mês, o Ibovespa teve um dia de intensa volatilidade, com o mercado reagindo aos dados do PIB mais fraco e também à fala do Paulo Guedes sobre a perspectiva para a agenda econômica.  Os riscos hídrico, político e fiscal continuam no radar e pressionam os juros futuros para cima. O dólar registrou leve alta.

INTERNACIONAL

Os índices de ações de Nova York fecharam sem direção única, com o Nasdaq anotando novo recorde de fechamento. O Dow Jones fechou com leve queda de 0,14% e o S&P 500, por sua vez, subiu 0,03%. Os indicadores econômicos divulgados ontem tiveram resultados mistos.

COVID-19

Nas últimas 24h foram notificadas 737 mortes por Covid-19 e registrados 27,3 mil novos casos da doençaAté o momento, 61,96% da população já recebeu a primeira dosee 63,5 milhões de pessoas, ou 29,79%, foram totalmente imunizadas. No mundo, mais de 5,3 bilhões de vacinas já foram aplicadas.( Ministério da Saúde / G1 / Johns Hopkins )

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO BRASIL

REFORMA DO IR

De maneira inesperada, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), conseguiu costurar um acordo entre a base do governo e a oposição e aprovou por 398 a 77 o texto-base da Reforma do IR na Câmara. Os destaques vão ser analisados hoje (02). Pontos principais são a redução o IRPJ de 15% para 8%, com redução adicional da carga tributária corporativa se dando por meio da redução das alíquotas da CSLL, em até 1%, condicionado à revogação de benefícios fiscais do PIS/Pasep e da Cofins. Ficou fora do texto o artigo que limitava o acesso à declaração simplificada do IRPF a quem ganha até R$ 40.000 por ano. Está nos destaques reduzir a taxação dos lucros e dividendos de 20% para 15%. (Poder 360)

PIB BRASIL

O Produto Interno Bruto do 2º trimestre registrou pequena variação negativa (-0,1%), um pouco abaixo das expectativas da Órama (+0,1%). Analisando a série ajustada sazonalmente, os componentes da oferta que apresentaram maior queda foram a Agropecuária (-2,8%) e a Indústria (-0,2%), tendo os serviços registrado uma pequena elevação, de 0,7%. Pelo lado da demanda, destaca-se a Formação Bruta de Capital Fixo (FBKF), que apresentou resultado negativo (-3,6%), enquanto as Exportações tiveram excelente desempenho (9,4%), com a contribuição do câmbio mais desvalorizado. ( IBGE

PAULO GUEDES SOBRE O PIB

Apesar da queda da atividade econômica no 2º tri de 2021, o ministro da Economia, Paulo Guedes, reafirmou que a economia “voltou em V”, recuperando-se da recessão provocada pela pandemia de covid-19. Segundo ele, a queda mostra que a economia ficou “praticamente de lado”. (UOL

BC E CÂMBIO

Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central (BC), afirmou que o crescimento do fluxo cambial para o Brasil, já em andamento, e a conquista da “credibilidade” fiscal devem valorizar o câmbio. Mas lembrou que o câmbio é flutuante e que o BC não tem um “planejamento” para o dólar, intervindo apenas quando encontra disfuncionalidades no mercado. (Valor)

PESQUISA PODERDATA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ampliou a vantagem contra Jair Bolsonaro (sem partido) na corrida pelo Palácio do Planalto em 2022. Se as eleições fossem hoje, 55% votariam no petista em um eventual 2º turno, contra 30% que escolheriam o atual presidente. São 10% os que votariam em branco ou nulo e 5% os que disseram que não sabem. O resultado vem depois da peregrinação de Lula por cidades nordestinas em busca de alianças para 2022. (Poder 360)

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO MUNDO 

MERCADO DE TRABALHO NOS EUA

O setor privado americano criou apenas 374 mil vagas de trabalho em agosto, de acordo com dados da Automatic Data Processing (ADP) e da Moody’s. O número ficou muito abaixo da expectativa de consenso, de geração de 600 mil vagas de empregos no período. O setor de serviços foi responsável por 329 mil novos postos, sendo 301 mil em lazer/hospedagem. (Bloomberg / ADP)

PMI

O PMI industrial dos EUA recuou para 61,1 pontos, em julho registrou 63,4 pontos. O peso dos custos e a falta de mão-de-obra qualificada explicam grande parte desse movimento. Apesar das restrições na produção, a demanda permanece crescendo. (Markit)

PRODUÇÃO DE PETRÓLEO

A OPEP e aliados, em reunião virtual, concordaram em seguir com o aumento da produção em 400.000 barris por dia, a cada mês, programado para outubro. O acordo é a evolução do processo de retomada da atividade, após os cortes introduzidos no auge da crise da pandemia. (Bloomberg)

FURACÃO IDA

Nova York e Nova Jersey foram atingidas por uma tempestade severa e estações meteorológicas registraram o maior volume de chuva da história. Metrôs, ruas, prédios e casas foram invadidos pela água. O mal tempo é derivado do furacão Ida e as cidades já declaram situação de emergência. (WSJ)

Deixe uma resposta