Leilão do 5G acontecerá em 04/11 e os últimos destaques

NESTA MANHÃ

  • As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta segunda-feira, à medida que o recente rali do petróleo impulsionou alguns mercados e cortes de energia na China derrubaram ações locais. Segue no radar a crise de liquidez da Evergrande.
  • Na Europa, as bolsas avançam, ainda digerindo o resultado das eleições na Alemanha. O Euro STOXX 50 sobre 0,41%.
  • Os futuros dos índices de Nova York apontam para uma abertura mista.
  • Os contratos de Brent são cotados a US$ 79,08, uma alta de 1,27%.
  • ouro spot opera de lado, negociado a US$ 1.748,94 a onça.
  • yield dos treasuries de 10 anos avança para 1,48%.
  • Bitcoin é negociado a US$ 43.791,40.

AGENDA DO DIA

  • 8:25 – Brasil: Relatório Focus do Banco Central 
  • 9:30 – EUA: Pedidos de bens duráveis (ago) 
  • 14:30 – Brasil: Relatório mensal da dívida pública (ago)
  • 18:30 – Brasil: reunião da Comissão especial da PEC dos precatórios para apresentação do plano de trabalho e definição 
  • Brasil: Encontro Paulo Guedes com o relator da reforma do Imposto de Renda, senador Angelo Coronel (PSD-BA)
  • Brasil: Sessão para análise de vetos presidenciais e de projetos de lei. A pauta inclui 36 vetos inclusive sobre federações  partidárias, Clube-empresa e MP da Eletrobras

RESUMO DO FECHAMENTO ANTERIOR

Cotação DiaSemanaMêsAno
Ibovespa (pts)113.282,67-0,69%1,65%-4,63%-4,82%
DI Jan 2025 (bps)10,03%5-1750438
Dólar PTAX (R$)R$ 5,34351,03%0,63%3,89%2,82%
NASDAQ (pts)15.047,70-0,03%0,02%-1,39%16,75%

BRASIL

Em sessão de realização de lucros, o Ibovespa encerrou o dia em queda, mas acumulou ganhos na semana. Em meio às incertezas vindas da China, a Vale e as siderúrgicas caíramRecuaram também as ações de empresas ligadas à dinâmica doméstica, refletindo o cenário econômico mais negativo com a inflação elevada. Os juros futuros se ajustaram em alta sobretudo nos vértices intermediários e longos da curva a termo. O receio em relação a situação com a Evergrande e também a alta dos juros nos Estados Unidos voltaram a colocar o dólar para cima.

INTERNACIONAL

Os índices acionários de Nova York fecharam de lado, influenciados ainda pelos desdobramentos da crise da Evergrande, depois que a incorporadora chinesa perdeu o prazo para o pagamento de juros dos seus títulos corporativos a investidores internacionais. Na semana, o Dow Jones e o S&P 500 obtiveram ganhos de 0,6% e 0,5%, respectivamente, enquanto o Nasdaq registrou 0,02% de alta. 

COVID-19

Nas últimas 24h foram notificadas 537 mortes por Covid-19 e 15.688 novos casos registrados  Até o momento, 40,71% da população já tomou a segunda dose ou a vacina de dose única, totalizando 86,8 milhões de pessoas que completaram o esquema vacinal. A dose de reforço foi aplicada em 502.926 pessoas ao todo. No mundo, mais de 6,087 bilhões de vacinas já foram administradas. ( Ministério da Saúde / G1 /Johns Hopkins)

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO BRASIL

IPCA-15

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo -15 acelerou 1,14% em setembro, após alta de 0,89% em agosto. Foi a maior inflação para um mês de setembro desde o Plano Real em 1994. Com alta de 2,85%, a gasolina foi a principal influência para a alta do IPCA-15 no mês. (IBGE)

REFORMA ADMINISTRATIVA

Em busca de apoio, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e sua equipe prepararam uma cartilha com uma espécie de bê-á-bá das principais mudanças aprovadas na reforma administrativa. Foram listadas 21 mudanças, que na avaliação da equipe econômica trazem avanços no RH do serviço púbico brasileiro, caso o texto seja aprovado pelo plenário da Câmara e do Senado. Entre as mudanças, a eliminação de benefícios para novos servidores. A proposta não retira dos atuais servidores esses direitos já adquiridos. O texto foi aprovado na comissão especial da Câmara, na semana passada, mas enfrenta resistências de categorias do funcionalismo público e também de apoiadores históricos da reforma que chamaram de antirreforma a proposta do relator, deputado Arthur Maia (DEM-BA).  (Broadcast / Folha)

LEILÃO DO 5G

Depois de 15 meses, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aprovou as regras do edital do leilão do 5G, que ocorrerá dia 4 de novembro e deverá movimentar cerca de R$ 50 bilhões em licenças, atraindo investimentos em rede de R$ 163 bilhões em duas décadas. A decisão da Anatel marca a entrada do Brasil no grupo dos poucos países que ingressaram na tecnologia de quinta geração, em seu padrão mais avançado (Standalone). A expectativa é que essa tecnologia faça catapultar a produção econômica. ( Folha)

1.000 DIAS DE GOVERNO

Vários ministérios passaram as últimas semanas planejando um megaevento para comemorar os 1.000 dias da atual administração federal.  Em uma ação que vem sendo coordenada pelos ministros Ciro Nogueira (Casa Civil) e Fábio Faria (Comunicações), Bolsonaro fará anúncios e entregará obras em diversos pontos do país de hoje a sexta-feira desta semana. (Valor)

ENTREVISTA DE BOLSONARO

O presidente disse à revista Veja que não existe nenhuma chance de tentar um golpe no país. Ao falar sobre as eleições de 2022, Jair Bolsonaro disse que não irá “melar” a disputa e até elogiou decisões recentes do ministro Luís Roberto Barroso, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). O tom da entrevista reflete um presidente tentando dar sinais de moderação desde os atos do 7 de Setembro, mas desagradou grupos bolsonaristas. ( Folha)

JOGOS DE AZAR

No início de setembro a legalização dos jogos de azar ganhou tração com a decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira, de criar um Grupo de Trabalho. No site do GT na Câmara dos Deputados não consta o plano de trabalho nem as audiências públicas previstas, mas o presidente da Casa já declarou que pretende votar o projeto até o fim do ano. Na nota técnica mais recente sobre o tema, publicada depois da apresentação do senador Irajá Abreu, a Associação dos Auditores Fiscais, se insurgiu sobre o potencial de lavagem de dinheiro a ser possibilitado pelo projeto . O tema divide o Centrão e grupos conservadores e evangélicos aliados tradicionais do Bolsonaro. O presidente afirmou, em entrevista exclusiva a VEJA, que pretende vetar a proposta. (Valor)

PRINCIPAIS NOTÍCIAS DO MUNDO  

ELEIÇÕES NA ALEMANHA

O Partido Social-democrata (SPD) alemão, de centro-esquerda, conquistou o maior número de votos nas eleições federais da Alemanha, de acordo com o “Federal Returning Officer” (Der Bundeswahlleiter), responsável por supervisionar as eleições federais. O SPD reivindicou uma vitória estreita sobre a União Democrática Cristã (CDU), o partido conservador de centro-direita apoiado pela chanceler Angela Merkel. O sucessor da chanceler, que deixa o poder após 16 anos, não será decidido até que um acordo de coalizão seja negociado. (Broadcast / WSJ / CNN)

FORNECIMENTO DE COMBUSTÍVEIS

Empresas do Reino Unido estão com dificuldades para transportar combustível aos postos de gasolina devido à falta de caminhoneiros, um problema que se soma aos gargalos na cadeia de suprimentos causados pelo Brexit e pela pandemia de covid-19. Autoridades britânicas pediram que a população não entre em pânico e evite uma corrida para abastecer após a BP e a Esso terem anunciado que fechariam alguns de seus postos, já que não havia motoristas suficientes para distribuir a gasolina. (Valor)

AGENDA ECONÔMICA EUA

Líderes democratas no Congresso pretendem colocar o plano de infraestrutura de US$ 1 trilhão e o pacote de gastos de US$ 3,5 trilhões do presidente Joe Biden em votação durante a semana, mesmo com as profundas divergências no partido ameaçando afundar os dois projetos. “Agora estamos em um impasse e vamos ter que fazer com que esses dois projetos de lei sejam aprovados. Ambos precisam ser aprovados, afirmou o presidente. (Bloomberg)

EVERGRANDE

“A não ser que as autoridades reguladoras da China administrem muito mal a situação, uma crise sistêmica no setor financeiro do país não está nos planos”, afirma He Wei, analista da consultoria Gavekal. Na verdade, a principal causa da crise da Evergrande e da desaceleração do setor imobiliário é o próprio governo. As “três linhas vermelhas” que o governo Xi anunciou no ano passado estipulam que as incorporadoras precisam manter os níveis de endividamento dentro de limites razoáveis. Em junho, a Evergrande não preenchia nenhum dos três critérios e, desse modo, foi proibida de contrair dívidas adicionais, desencadeando a atual crise. Mas forças estruturais profundas na economia convenceram as autoridades chinesas de que a construção não pode ser mais um motor confiável para o crescimento econômico , segundo analistas. O cenário da demanda mudou completamente desde a época em que Pequim adotou as reformas de livre mercado, no fim dos anos 90, que abriram caminho para a maior onda de crescimento imobiliária na história da humanidade. A população da China mal está crescendo. É bem possível que a tendência se acentue nos próximos dez anos. (Valor

SISTEMA FINANCEIRO DA CHINA

O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) injetou 100 bilhões de yuans (quase US$ 15,5 bilhões) em recursos no sistema financeiro chinês através de operações de recompra reversa de 14 dias nesta segunda-feira, segundo comunicado divulgado no site do PBoC, em mais uma tentativa de manter a liquidez do sistema bancário em meio a preocupações com as dificuldades financeiras da gigante do setor imobiliário chinês Evergrande. (Broadcast)

Deixe uma resposta