Panorama Semanal – 20 a 24 de junho

‘Brexit’, prisão do ex-ministro Paulo Bernardo, decisão do STF sobre Eduardo Cunha e recuperação judicial da Oi foram os fatos de destaque esta semana.

A notícia de maior impacto veio na madrugada desta sexta-feira, com o resultado do referendo que determinou a saída do Reino Unido na União Europeia e a consequente renúncia de David Cameron. Os efeitos no curto prazo serão muitos, com as bolsas caindo forte. E a saída britânica do bloco, segundo economistas, deve levar a uma crise mais ampla, para além das fronteiras continentais europeias, com repercussões globais.

No cenário político interno, mais uma prisão, a do ex-ministro Paulo Bernardo (Planejamento e Comunicações) em Brasília. Paulo Bernardo foi ministro nos governos Lula e Dilma. A operação, deflagrada pela Polícia Federal, é um desdobramento da Lava Jato e apura o pagamento de mais de R$ 7 milhões em propina.

No Supremo Tribunal Federal, por unanimidade, os ministros decidiram tornar réu o presidente afastado da Câmra dos Deputados, Eduardo Cunha, em denúncia por suposto recebimento e movimentação de propina em contas na Suíça. Apesar de toda a pressão, Cunha descartou renunciar e disse que não fará delação premiada.

No Senado, foi aprovada a Lei das Estatais, com regras mais rígidas para licitações e nomeação de diretores e presidentes em empresas públicas e de sociedade mista.

Na esfera pública, houve acordo entre governadores e a Presidência da República sobre as dívidas estaduais, com um alívio temporário. Privatizações estaduais entraram na negociação. E o ministro da Fazenda anunciou ajuda financeira ao Rio, que decretou estado de calamidade pública na semana passada.

Entre os indicadores macroeconômicos, o destaque foi o IPCA-15, que desacelerou 0,40% em junho.

Nos mercados, além do ‘Brexit’, que influenciou os indicadores durante toda a semana, também pesaram as declarações da presidente do Fed, Janet Yellen, sobre as taxas de juros americanas. Segundo Yellen, os juros podem se normalizar até o fim deste ano, mas o início da elevação ainda é incerto, devido a preocupações não só com a economia americana, como também com o cenário global.

Na Bovespa, as ações da Oi chegaram a cair mais de 30% num único pregão, com a notícia do pedido de recuperação judicial, o maior da história do país. A empresa tem dívidas bilionárias com credores importantes, como grandes bancos privados, a Caixa e o BNDES.

No pregão da quinta-feira, antes do resultado do referendo no Reino Unido, os mercados estavam otimistas, acreditando na permanência do país na União Europeia. O dólar fechou em queda de 0,94%, a R$ 3,345, e o Ibovespa subiu 2,8%.

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal da Órama.

*Dados atualizados até 24 de junho às 11:10h

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s