Votação na Câmara e os destaques na política e economia

Panorama Semanal de 31 de julho a 4 de agosto

Não foi exatamente uma surpresa, mas foi o destaque da semana: a rejeição pela Câmara dos Deputados do processo contra o presidente Michel Temer. De certo modo, estava em jogo também, com o resultado da votação, a força do governo para aprovar as reformas no Congresso.

Enquanto não há avanços concretos, crescem as especulações quanto a uma elevação, pela equipe econômica, da meta do déficit fiscal, que pode chegar a R$ 159 bilhões este ano, R$ 20 bilhões a mais que o previsto.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que o governo espera que a votação da Reforma da Previdência ocorra até outubro, enquanto a Tributária deve acontecer até o fim deste ano.

Se o cenário econômico não mudar, de acordo com o Banco Central, os cortes na taxa Selic continuarão a ocorrer no mesmo ritmo que vêm ocorrendo, de um ponto percentual.

Do lado da produção, a indústria ainda não mostra uma trajetória consistente de recuperação. Em junho, segundo o IBGE, a produção industrial ficou estável e, este ano, acumula alta de 0,5%.

Nas contas externas, a balança comercial registrou superávit recorde em julho e no acumulado de 2017. Foram US$ 6,29 bilhões no mês e US$ 42,5 bilhões até agora.

No âmbito da Lava-Jato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva virou novamente réu, desta vez, segundo o juiz Sérgio Moro, por causa da ação que investiga o sítio de Atibaia.

No Rio, foi preso pela PF o ex-secretário de Obras na gestão do prefeito Eduardo Paes, Alexandre Pinto, a partir de um suposto esquema de corrupção em obras da prefeitura.

No exterior, houve repercussão da eleição para a Constituinte na Venezuela, com suspeita de fraudes, protestos, violência e mortes, numa intensificação de autoritarismo criticada por vários governos mundo afora.

No pregão desta quinta-feira, com a expectativa do mercado em relação à maior capacidade do governo de tocar as reformas, o dólar fechou em baixa de 0,22%, cotado a R$ 3,112, patamar anterior ao do vazamento do áudio da delação da JBS. O Ibovespa fechou em queda de 0,53%, num dia de realização de lucros por parte dos investidores.

Obrigada, bom fim de semana e até o próximo Panorama Semanal.

*Dados atualizados até o dia 4/8, às 10h.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s