O que fazer em momentos de turbulência no mercado

Perdeu dinheiro com fundos? O que fazer?

A estratégia de investimentos para 2018 foi traçada tendo como base a taxa de juros Selic em patamar baixo. Por isso, fundos com algum risco embutido e, consequentemente, maior retorno esperado, como os fundos de renda fixa com crédito privado, fundos multimercado e fundos de ações, fazem parte das nossas recomendações de investimentos para o ano.

Contudo, no ambiente de incertezas políticas, que se forma com a aproximação das eleições presidenciais e o quadro externo menos favorável para os emergentes, a volatilidade que estimávamos mostrou sua força em maio.

As crises que afetam o mercado financeiro são mais frequentes do que gostaríamos e, cada nova versão, parece mais devastadora do que as anteriores. Mesmo após voltarmos lá atrás para encontrar as semelhanças e as diferenças entre os fatos, a sensação de que estamos vivenciando o pior momento é agora.

E o que fazer para sair sem prejuízo de mais esta?

 

Diversificação

Pode parecer repetitivo, mas diversificar, diversificar e diversificar é sempre a melhor estratégia. Em alguns momentos, todos os investimentos vão caminhar para o lado positivo. Este é o melhor cenário, mas nem sempre é assim que acontece. E quando os mercados estão descoordenados, a combinação de vários ativos, incluindo renda fixa, pode amortecer as oscilações, mesmo que ainda resulte em algum prejuízo no curto prazo.

 

Não tomar nenhuma decisão sem pensar

Agir por impulso ou só analisar o desempenho mais recente pode levar à realização de prejuízo.

Espere a poeira baixar antes de fazer um resgate. Volte a analisar o resultado dos últimos 12, 24 e 36 meses. Analise o que aconteceu quando Trump ganhou as eleições, em novembro de 2016, ou quando vazou o áudio da conversa entre o presidente Temer e Joesley Batista, dono da JBS, ou em fevereiro, quando o mercado achou que o Fed ia subir os juros nos EUA mais rápido do que estava comunicando.

Até agora, mesmo passando por esses eventos, que sacudiram os mercados, a maioria dos fundos mais sofisticados acumula performance superior ao CDI.

 

Conhecer o gestor

Se você tem dinheiro aplicado em fundos, já sabe que deve confiar no gestor que está cuidando do seu dinheiro. É ele que vai fazer as mudanças nas posições e ajustes nos fundos, se preciso for.

Caso ainda não conheça o gestor do seu fundo e está perdendo dinheiro, que tal aproveitar para se aprofundar mais no trabalho que ele e a equipe fazem? Procure saber há quanto tempo está no mercado. Como seus fundos se comportaram nas crises passadas? É um gestor que decide sozinho ou são vários que trabalham como um time? Se forem vários, as decisões são tomadas em conjunto ou são independentes?

E mais, ele está otimista ou pessimista com o Brasil? E com o resto do mundo? Como costuma se proteger das adversidades?

 

Resumindo

É muito importante manter uma carteira diversificada e de acordo com o perfil do investidor. Ruídos ou eventos inesperados podem gerar distorções nos preços dos ativos no curto prazo, mas o tempo recompensa com maiores retornos a volatilidade que o investidor conseguir enfrentar.
Se ainda você preferir ficar fora dos investimentos de risco, aproveite a janela de novas captações do Angá Portfólio FIM.

Escrito por

Consultora de investimentos da Órama autorizada pela CVM, CFP® e autora de diversos livros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s