VPL: O que é e qual a importância do Valor Presente Líquido?

Pode até parecer complicado, mas aplicado no dia a dia o VPL (Valor Presente Líquido) é uma questão mais comum do que parece. Olha só

VPL NO DIA A DIA

Imagine que você ganhou um prêmio em dinheiro e vai receber R$ 10 mil. Que legal, não? Agora, imagine que lhe dessem a opção de escolher esse recebimento hoje ou daqui a um ano. O que você escolheria? 

Receber o valor agora parece um pouco mais atrativo, não é mesmo? Primeiro, porque existe uma incerteza em relação ao futuro; você não sabe se quem tem que te pagar o prêmio vai efetivamente honrar essa dívida. Depois, e principalmente, porque você pode pegar os R$ 10 mil agora já e aplicar num investimento que rende alguma remuneração, a título de taxa de juro.

VPL E O DINHEIRO NO TEMPO

O principal motivo para estudarmos matemática financeira é que os valores monetários sofrem influência da taxa de juros ao longo do tempo. Em outras palavras, o “dinheiro” é afetado (para mais, ou para menos) num espaço de tempo qualquer, por conta da taxa de juros. Isso só não vai acontecer se essa taxa for zero, o que não é nada comum.

Assim, se você aplicar o seu prêmio de R$ 10 mil a uma taxa de juros de 10% ao ano, no final desse período você vai resgatar um montante equivalente a R$ 11 mil, que é o valor do principal que você tinha, acrescido de R$ 1 mil de remuneração (10.000 x 0,1 = 1.000). Podemos chegar aos R$ 11 mil fazendo também de outra forma, assim: 10.000 x 1,1 = 11.000, onde o 1,1 refere-se a 1 mais a taxa de juros de 10%. Como você pode observar, o que ocorreu foi que o valor inicial cresceu somado ao montante dos juros.

Mas também poderíamos fazer a conta de trás para frente. Como?

Imagine que se queira ter R$ 11 mil daqui a um ano, aplicando um capital inicial, àquela taxa de juro de 10% ao ano. Logo, como é fácil observar, precisaremos fazer o cálculo anterior “andando para trás”, fazendo 11.000/1,1 = 10.000; o inverso daquela conta acima. Dessa forma, encontramos o valor presente (atual) desses R$ 11 mil, na data de hoje, ou seja, um ano antes, que é R$ 10 mil.

O conceito de Valor Presente Líquido (VPL) refere-se exatamente a encontrarmos que valor tem HOJE um recurso financeiro no futuro, descontado a uma taxa de juro.

OUTRO EXEMPLO DO VPL NO DIA A DIA

Agora, vamos dar um outro exemplo. Imagine que você foi convidado a fazer uma consultoria, de um assunto que você domina. Para fazer o trabalho, você vai precisar comprar um livro para lhe ajudar, que custa R$ 500, e vai desembolsar esse valor hoje. Vamos admitir que você vai cobrar pelo serviço de consultoria dois pagamentos de R$ 750: o 1º daqui a dois meses e o 2º daqui a três, quando você encerrará o trabalho.

No entanto, a firma que está te contratando quer pagar você à vista, hoje mesmo. Quanto deve ser esse valor?

Perceba que se a taxa de juro fosse zero, sua consultoria lhe renderia R$ 1 mil (duas parcelas de R$ 750, que dariam R$ 1500, menos os R$500 do livro que você irá comprar). Mas, admita que nesse valor parcelado esteja aplicada uma taxa de juros do mercado de 1% ao mês, que funcionaria como um custo de oportunidade para você deixar o dinheiro parado. Assim, os valores de cada parcela no futuro, trazidos para o valor presente, terão um valor menor dos que os R$ 750. A conta correta seria então: -500 + (750 / 1,01²) + (750 / 1,01³) = R$ 977.

O que acabamos de calcular acima é o VPL (valor presente líquido) desse fluxo de caixa. Para você, receber da sua forma em duas parcelas de R$ 750, ou da forma da empresa em R$ 977 hoje, é absolutamente indiferente, quando admitimos uma taxa de juros de 1% ao mês. Daria no mesmo.

VPL NO MUNDO DAS FINANÇAS

O conceito de VPL é muito útil em finanças. Ele é muito utilizado, por exemplo, quando queremos avaliar um projeto que uma empresa pretende executar.

Se você entendeu as explicações acima, deve concluir que se o VPL é positivo significa que, a uma determinada taxa de juros, o somatório das entradas e saídas no tempo agrega riqueza e é bom executar o projeto. Já se o VPL do fluxo, contudo, for negativo significa que o projeto destrói riqueza e não se deve executá-lo.

Mas se ficou alguma dúvida, não tem problema. É só comentar aqui que a gente te ajuda.

Navegue pelo nosso blog e continue tirando suas dúvidas sobre investimentos!

E se quiser saber mais sobre a Órama, acesse aqui!

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.